Oi, pessoal.

Ao ritmo de panelaço e mobilização popular contra o governo para com o atual momento que estamos passando de recessão econômica, uma das frases que grudou na minha mente foi o de desconhecidos e companheiros de trabalho afirmando que uma das saídas da crise seria sair do Brasil. Já te adiando que essa opção vai te gerar um monte de afazeres sem igual e, por consequência, muito estresse. A questão é que independente da sua escolha, você está preparado para assumir um negócio no exterior ou até mesmo aproveitar o momento para viabilizar relações comerciais com empresas estrangeiras, uma vez que a economia por aqui está retraída?

Não descarte o planejamento de suas ações de expansão!

Sem dúvida, firmar relações internacionais e novos clientes pode significar um grande passo para a sua empresa, mas antes confira a nossa lista para não deixar que a urgência do cenário brasileiro atrapalhe o seu planejamento de crescimento e para que você também não perca tempo para concretizar a expansão.

5 dicas para concretizar seus negócios no exterior e garantir mobilidade!

1 – Enxergue todas as despesas

Tenha em mente que viagens internacionais para a concretização de negócios dependem – além de custos com passagens, hospedagem, alimentação, e material de trabalho – de que o tempo do cliente seja calculado com rigor para que a proposição e o objetivo da reunião fiquem claros e producentes. Tenha em seu orçamento que imprevistos com o cronograma de estadia podem ocorrer e que o cansaço do colaborador com a viagem, podem diminuir seu desempenho no retorno, o que é completamente normal e aceitável. Considere a reposição do seu trabalho por outro funcionário ou contemple dias de folga. Ele merece.

2 – Treine um time capacitado

É lógico que o representante de sua empresa precisa lidar com o idioma do cliente fluentemente, porém o inglês afiado na maioria das vezes cai bem. Entretanto, saber falar outro idioma nem sempre significa que a desenvoltura em uma reunião de negócios ou em uma apresentação para uma equipe de interlocutores será eficiente. Desenvolver essas aptidões requerem tempo e muito envolvimento de todo o time para com que o discurso esteja consoante ao planejamento para que a impressão de sua empresa na negociação seja a melhor possível.

3 – Mobilidade é fundamental

Seu time ingressou viagem, e por mais que o trabalho de pesquisa de documentos para a apresentação tenha sido feito a contento, em um determinado momento da reunião seu futuro cliente pergunta alguns exemplos práticos de documentos que ele possa comprovar a veracidade das suas estimativas. Ao invés de sair pela tangente em uma manobra que pode se tornar equivocada, não é mais prático e rápido ter todos os dados disponíveis online? Considere uma alternativa de gestão de documentos para que a sua empresa não fique refém de uma pergunta sem resposta em uma reunião e que exemplos dos mais variados fiquem disponíveis com apenas um clique. Afinal, nem sempre temos uma segunda chance, correto?

4 – O seu processo precisa ficar claro.

Entenda que por mais que as empresas necessitem de negócios rentáveis para ambos os lados, o meio com que o lucro será alcançado precisa estar explícito. O fato de você trabalhar com empresas em estados diferentes, pode tornar o processo subentendido pelas práticas de mercado similares do mesmo país, porém não conte com isso, quando você atravessa uma fronteira internacional. Fechar o negócio é apenas uma etapa, mas o processo precisa ser vislumbrado para alinhar expectativas e entregas. O “acordado não sai caro”, não é mesmo? Experimente inserir o seu cliente na sua ferramenta de workflow para com que a gestão de informação com todos os envolvidos se torne simples e prática, sem depender de e-mails e comunicados não oficiais.

5 – Lá fora, o “jeitinho brasileiro” não tem sentido algum

Não acredite que as reviravoltas e gambiarras que o povo brasileiro está acostumado a prestar para a resolução de alguns casos serão bem vistas por seus clientes estrangeiros. ‘Competência’, ‘eficácia’ e ‘compromisso’ em outros países tem os mesmos significados exibidos pelo dicionário, independente da tradução. 😉

Até a próxima!

Compartilhe

Saiba mais sobre