Olá.

Lembram que comentamos sobre como adotar uma solução em tecnologia na semana passada? O problema é que com cada vez mais acesso a tudo quanto é tipo de informação aumenta-se também as distrações que, além de tirar o foco, acabam que tomando nosso precioso tempo, não é mesmo? E isso não é valido somente à redes sociais voltadas ao lazer. Ficar inteirado de notícias do nosso próprio negócio e ser desconcentrado por um pedido via e-mail no momento de execução de uma tarefa é o que mais acontece em nossa rotina. Mas o que fazer para mudar essa realidade?

Reprograme os seus hábitos.

Como gerenciar melhor o seu tempo?

Para sobreviver a essa enxurrada de informação, e inclusive tirar proveito dela, você precisa modificar os seus hábitos para gerenciar melhor o seu tempo. Todo hábito precisa de um período de latência para ser instaurado. Então, ponha-o em prática durante o período de pelo menos uma semana para que você acompanhe os resultados e que isso se transforme também em uma recompensa para que você se motive na próxima semana que está por vir. No início, vai parecer um pouco fora do comum implantar alguns comportamentos, mas depois de enraizado, novos hábitos ajudarão você a melhorar ainda mais o seu processo de trabalho.

Abaixo seguem algumas dicas para você aproveitar melhor o seu dia:

1 – Comece na noite anterior

Nada de ficar olhando as redes sociais deitado com o smartphone ligado. Estudos comprovam que a radiação da tela de seu dispositivo comprometem a qualidade do seu sono e isso vai afetar a forma como você vai encarar o seu novo dia que está por vir. Além disso, aproveite os últimos 30 minutos antes de sair de sua estação de trabalho e organize as prioridades do dia seguinte. Dessa forma, você não perde tempo se planejando e roubando minutos preciosos do seu dia que já começou.

2 – Priorize as suas atividades

Uma vez que você já organizou suas tarefas no dia anterior, não tem problema nenhum você se dedicar por 10 minutos e validar se tudo procede. Afinal, algumas eventualidades podem acontecer e novos inputs de informação podem chegar em sua caixa postal, não é mesmo? O importante é você saber que elencar as atividades e priorizar o que deverá ser realizado primeiro de acordo com o grau de importância é fundamental, além de – é claro – dimensionar uma quantidade de tempo hábil para cumpri-las. Um conselho: se você pode trocar uma atividade por outra logo nessa reorganização da parte da manhã, opte por encaixar tarefas mais operacionais e sem complexidade antes, pois além de você garantir volume de execução, você também não exige de seu corpo muita energia no momento em que ele ainda não está totalmente acordado.

3 – ON x OFF

Ao mesmo tempo que ficar online pode te causar distrações durante todo o dia, você não necessariamente precisa estar desconectado do mundo. Apenas atribua horários programados para acessar as redes sociais e se inteirar de notícias do dia a dia como mais uma parte da sua mudança de hábitos. Uma boa dica é aproveitar os momentos de almoço, lanches e cafezinhos para responder um comentário ou outro no Facebook e Whatsapp. Por outro lado, aconselho você a utilizar a tecnologia para gerenciar sua tarefas e principalmente não perder seu tempo em atividades de gestão da informação. Há uma infinidade de serviços web e apps que não só calculam o tempo envolvido para o cumprimento de cada obrigação como também te alertam para o início da próxima e soluções empresariais como a gestão de documentos que não vão te fazer gastar preciosos minutos em tarefas que poderiam ser otimizadas.

4 – Análise e foco

Como você se sentiu frente aos hábitos novos? Quais funcionaram e quais precisam de ajustes? Esse tipo de pergunta precisa ser respondida e analisada sempre para que você possa avaliar as mudanças em seu próprio plano e rotina e entender também suas limitações de tempo. Vale lembrar que a primeira semana de mudança tudo pode parecer um pouco mais difícil de ser executado, pois um maior esforço mental em construir novos hábitos é demandado, mas com o desenrolar dos dias e praticando seu próprio planejamento, esses novos comportamentos se tornarão tão fáceis de se lidar como os outros que você agora mesmo está considerando abdicar.

Você consegue! 😉

Curtiu esse artigo ou tem algum comentário sobre a gestão de tempo? Utilize a seção abaixo e vamos juntos aprofundar ainda mais esse assunto!

Semana que vem a gente se encontra novamente.

Compartilhe

Saiba mais sobre